Juntando os cacos de vidro

10/09/2019

Chega um momento que você percebe que chegou no seu limite e que continuar a pisar nos cacos já espalhados pode lhe gerar feridas ou mutilações.

Chega um momento que você percebe que chegou no seu limite e que continuar a pisar nos cacos já espalhados pode lhe gerar feridas ou mutilações.

Muitas pessoas recolhem os cacos e tem êxito em recompor um objeto ao passo que outras optam em jogar tudo no lixo e sepultar bem longe.

Cada ser humano é único e não existe uma única decisão nesse caso. Vai depender do significado que você tem para esse monte de caco de vidro e a decisão será única e exclusivamente sua.

Deixo aqui a letra da canção de Paulinho da Viola cantada por Marina Lima para a sua reflexão.

Para Um Amor no Recife

Paulinho da Viola

A razão porque mando um sorriso

E não corro

É que andei levando a vida

Quase morto

Quero fechar a ferida

Quero estancar o sangue

E sepultar bem longe

O que restou da camisa

Colorida que cobria minha dor

Meu amor eu não esqueço

Não se esqueça por favor

Que voltarei depressa

Tão logo a noite acabe

Tão logo este tempo passe

Para beijar você.