Dicas importantes para vencer a abstinência

10/09/2019

Passar por um processo de reabilitação e superar crises de abstinência não é nada fácil. Força de vontade é indispensável, mas há pequenas posturas que alcançam um efeito bastante positivo. 

No dia 18 de fevereiro se comemora o Dia Nacional de Combate ao Alcoolismo. As estatísticas ainda são deficitárias, mas estima-se que pelo menos 3% da população brasileira seja alcoólatra, sendo homens a ampla maioria dos casos.

Lidar com o vício significa travar uma luta incansável contra os sintomas da abstinência, que são especialmente intensos nas primeiras semanas. O caminho nunca é fácil e demanda muita força de vontade. Mas é importante lembrar que, muitas vezes, pequenos gestos são capazes de desencadear uma onda de efeitos positivos.

Pensando nisso, listamos a seguir pequenas posturas e comportamentos que podem ajudar a lidar com os efeitos psicológicos e fisiológicos da abstinência, seja de álcool, drogas ou medicamentos.

O objetivo é deslocar o foco de atenção de quem sofre com o vício, incluindo novas tarefas na sua rotina, que podem funcionar como fontes de motivação e estímulo.

Se você é familiar ou amigo de algum dependente químico, pense que estas dicas podem ser uma oportunidade para aprender novas formas de apoiar essa pessoa querida, numa jornada que não é nada fácil.

1) Faça caminhadas

A atividade física traz uma série de benefícios para o funcionamento do corpo, melhorando o metabolismo e a disposição. Ambos são muito importantes no processo de abstinência, ao criar bases mais sólidas para a superação.

Além do mais, as caminhadas têm um ingrediente social importante, pois permitem ver gente, estar em contato com a natureza, conversar e pensar em outras coisas que não sejam, necessariamente, o vício.

2) Faça uma lista de pequenas tarefas

Tentar superar um vício passa, invariavelmente, por momentos de ansiedade, nervosismo, ânsia... direcionar essa energia acumulada para pequenas tarefas do dia a dia pode ajudar a manter uma rotina mais saudável e equilibrada.

Cada dia é dia de fazer alguma coisa que você ficou postergando até então. Arrumar uma gaveta, organizar uma estante, separar livros para doação, cuidar do jardim, etc. O segredo é listar pequenas tarefas, nada muito difícil de concluir, já que a sensação de "dever cumprido" é a responsável pela descarga de energia positiva.

Tentar fazer várias coisas ao mesmo tempo ou traçar um objetivo difícil de alcançar somente servirá para aumentar a frustração.

3) Encontre um passatempo

Em casos de dependência de álcool, drogas ou medicamentos, é fundamental ir rompendo, aos poucos, com a influência que tal substância exerce na pessoa. Para contrabalançar experiências negativas, nada melhor que encontrar algo que produza prazer, um passatempo que possa ser fonte de alegria, energia e motivação.

Pintar, ler, escrever, ver séries ou aprender um idioma. Também serve atividade em grupo, como jogar futebol, fazer teatro, aulas de canto, etc. O importante é sentir-se confortável com o passatempo escolhido, que seja algo capaz de despertar a vontade de repetir.

4) Seja voluntário

Não deixa de ser um jargão, mas ajudar aos demais é uma excelente forma de ajudar a nós mesmos. Saber que está sendo útil devolve uma grande carga positiva. Por isso, pense seriamente em buscar alguma atividade que permita colocar você em contato com o voluntariado.

Escolha algo que desperte seu interesse: crianças, trabalhos manuais, moradores de rua, hortas coletivas, cuidado aos animais... Definitivamente é uma oportunidade para ser mais positivo e crescer com a experiência dos demais.

5) Leia mais

O hábito da leitura é prazeroso, gera conhecimento e permite conectar com diferentes realidades. E não deixa de ser um momento para encontrar com suas próprias emoções, expectativas e necessidades.

Leia diariamente, nem que seja por alguns minutos. Com sorte, esse será um "vício" mais saudável e construtivo.